Sales Operations

Em 2018, iniciei minha carreira em Sales Operations. Como muitos dessa profissão, o caminho foi de aprender fazendo qual era de fato meu escopo de trabalho. 

Lembro da minha primeira apresentação pessoal para as pessoas candidatas a um processo seletivo de Inside Sales. Ela foi mais ou menos assim:

Oi gente, tudo bem?

Boas vindas à Take! Eu sou a Amanda, Sales Ops. Pra tentar resumir o que eu faço, eu sou do time de vendas, mas não vendo! Apoio o time em processos, ferramentas, análises e previsões.

Recordo da reação de estranheza das pessoas quando disse o termo em inglês: Sales Operations. E como a compreensão pareceu tomar conta da sala quando disse a frase seguinte. 

[..] mas não vendo!

A desvinculação de Sales Operations como uma área que gera resultado direto de vendas para as organizações é tão grave como afirmar que a área de vendas não é uma ciência!

A área de Sales Operations é sim, responsável pelas vendas de uma companhia porque:

  • realiza a otimização do processo comercial através dos monitoramentos de dados.
  • desenha cenários de projeção de vendas
  • transita no design organizacional conectando vendas com as áreas de Marketing, Customer Success, Financeiro e Jurídico. 
  • indica a previsão de receita da empresa.
  • é o braço da estratégia da companhia que realiza o desdobramento para as áreas táticas e operacionais.
  • cria um modelo replicável, uma vez que com a companhia em expansão precisamos ser capazes de replicar a estrutura do time em breve.
  • atua estrategicamente na jornada de cliente
  • é a inteligência que norteia o crescimento da companhia.

Recentemente fiz uma busca em algumas dezenas de vagas de Sales Operations mundialmente no LinkedIn Vagas. Analisei as descrições deste papel de empresas como: Google, Amazon, Accenture, Samsung, Lenovo, Motorola, Sony, Infor, Tesla, Uber e trabalhei uma nuvem de palavras para que as constatações sejam mais visuais.

Diante disso, construí o TOP OF MIND da profissão de Sales Operations:

  • PROCESSOS
  • GESTÃO
  • TIME
  • OPORTUNIDADES/ VENDAS
  • DADOS
  • SUPORTE
  • FERRAMENTAS

Essa construção reforça as atribuições e nos norteiam a fim de identificar competências macro de uma pessoa profissional de Ops, no entanto é importante aprofundar nas habilidades esperadas para o papel. Para isso, recomendo a pesquisa que a Gartner for Sales desenvolveu sobre tendências em Sales Operations. Após mais de 250 entrevistas a lideranças de vendas, apontaram oportunidades para os próximos anos. A pesquisa é de 2019, e trouxe as habilidades esperadas para os próximos 5 anos. A primeira vista, percebemos que as habilidades são de naturezas diversas. Como vimos no Top Of Mind do Sales Ops, o papel transita entre conteúdos de gestão, processo, análise de dados, gestão de ferramentas, liderança entre outros. Todas essas matérias são extremamente dinâmicas, sofrem mudanças disruptivas teóricas e práticas fortemente incentivadas pela adoção e recomendação de grandes companhias nessas temáticas. E por consequência, no impacto do escopo de trabalho do profissional de Sales Operations hoje e nos próximos anos.

Agora que já temos a clareza das habilidades de Sales Operations, vamos entender o que ele faz. Agora o objetivo é que você tenha uma visão macro dessa atuação.

Compartilhe este post

Amanda Alves

Amanda Alves

Pós Graduanda em Analytics e Business Intelligence (PUC). Pós Graduada em Gestão Estratégica de Negócios (UFMG), Bacharel em Relações Internacionais (Ibmec) e Técnica em Administração (Sebrae). 5 anos de experiência corporativa em consultoria estratégica de negócios e prospecção de negócios. Sales Ops na Take Blip e sou fundadora do 1º canal de sales operations do brasil: @sales.operations

> Não perca as novidades <

Assine nossa newsletter e receba todo o conteúdo do Portal direto no seu e-mail!